Liceu Brasil e Guarda Mirim de Itaquaquecetuba formam mais 340 jovens para...

Liceu Brasil e Guarda Mirim de Itaquaquecetuba formam mais 340 jovens para o mercado de trabalho

1
Compartilhar

 

Evento realizado na última sexta-feira na sede da OAB de Itaquá reuniu cerca de 500 pessoas entre alunos, pais e professores

 

Em uma tarde de celebração e momentos especiais, a escola Liceu Brasil e a Guarda Mirim de Itaquaquecetuba realizaram, na última sexta-feira (14 de julho), a cerimônia de formatura e entrega de diplomas para 300 alunos do projeto de bolsistas do Liceu e de 40 alunos da primeira turma da Guarda Mirim. O evento aconteceu no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Itaquaquecetuba, no Centro, e contou com a presença de aproximadamente 500 pessoas, entre alunos, pais e professores. Para o diretor da escola Liceu Brasil, Lucas Costa, o Lucas do Liceu, o projeto de bolsas tem como objetivo proporcionar aos jovens a perspectiva de um futuro melhor no âmbito profissional.

“Nós da escola Liceu Brasil abrimos essas opções de bolsa, sendo 800 por semestre. Muitos pais chegaram à fila na madrugada do primeiro dia, pois sabem a importância dos cursos. Quando orientamos e ocupamos o tempo do jovem, ele consegue ter uma condição melhor de futuro. Além disso, vai entender como funciona uma carreira e como trabalhar em grupo, pois no trabalho ele terá que cumprir regras e ter uma postura adequada, pois o mercado exige isso”, afirmou.
Os 300 alunos formados na cerimônia estudam na rede pública de Itaquá e receberam o certificado de conclusão nos cursos de Gestão Empresarial, Auxiliar Contábil, Assistente de Marketing e Inglês. “Infelizmente, nossos jovens não tem uma formação completa na escola. Por isso, precisam de uma educação que vá além do português e da matemática. Dando a oportunidade, os jovens correm atrás e transformam suas vidas”, completou Lucas do Liceu.

Diplomada no curso de Auxiliar Contábil, a estudante Milena Santos comemorou a conquista e afirmou que já projeta uma oportunidade no mercado de trabalho. “O curso foi muito gratificante, pois não são todas as instituições que oferecem educação gratuita. Além disso, os ensinamentos vão me ajudar a futuramente estudar uma faculdade de Ciências Contábeis, pois já estou inserida na área como assistente. É preciso aproveitar essas oportunidades, pois elas não caem do céu. Quanto mais buscarmos conhecimento, melhor será nosso futuro”.

A aposentada Creuza Santos, mãe de Milena, se emocionou ao ver a filha recebendo o diploma. Para ela, o curso oferecido pelo Liceu Brasil é de grande valor e irá ajudar muito a vida profissional da jovem. “O curso vai ajudar minha filha a arrumar um bom emprego, assim como vai ajudar os outros jovens que estão se formando com ela. O projeto do Liceu Brasil está de parabéns, pois a educação transforma e ajuda as pessoas a buscarem seus objetivos, sempre no caminho certo. Estou muito orgulhosa”, disse.

Além dos alunos bolsistas do Liceu, a cerimônia também foi marcada pela formatura da primeira turma da Guarda Mirim de Itaquaquecetuba, composta por 40 jovens. “O curso da Guarda Mirim com certeza vai me ajudar muito a conseguir um bom emprego. Recomendo à todos que me perguntam para que procurem se informar sobre o curso, pois agregou muito na minha vida”, afirmou a aluna.

Já o presidente da OAB de Itaquaquecetuba, Zenival Lima, parabenizou o projeto e falou sobre o papel social da educação para os jovens do município. “É um momento muito importante para a cidade e, principalmente, para os pais. Isso porque o projeto tira crianças da rua e ensina noções básicas de ética, moral, princípios e cidadania. Gostaria de parabenizar o Lucas do Liceu pela iniciativa. Para a OAB, é uma honra sediar eventos dessa natureza”, pontuou.

 

Visita especial

Outro destaque da cerimônia foi a presença de um jovem interno da Fundação Casa de Itaquaquecetuba, que fez uma apresentação musical com voz e violão para o público presente. O jovem teve a oportunidade de mostrar seu talento, arrancando aplausos e emocionando a plateia. Diretor da Fundação Casa, Rodrigo Cassiano falou sobre o trabalho realizado com os jovens infratores.

“Nós acreditamos que todo adolescente tem o direito de percorrer um caminho que ele escolheu. A nossa busca é desenvolver essas habilidades, e por isso trouxemos um jovem que possui uma habilidade musical muito boa. A educação leva o jovem a refletir sobre os atos que cometem na vida, e com isso conseguimos melhorar a aprendizagem e o futuro deles”, disse o diretor.

1 Comentário

DEIXE UMA RESPOSTA